A revolução nossa de cada dia



A  nossa é uma revolução silenciosa, amorosa e pacifica . É uma revolução domestica , no sentido mais sublime do termo . É uma mudança cotidiana , permanente , carinhosa , doce e compartilhada .

Fazemos a revolução cada dia de manhã quando acordamos suando envoltas no corpo d@ pequen@ bebê .

Quando a divindade feminina faz se presente através do alimento que oferecemos  . Quando organizamos os rituais familiares de comida, banho , limpeza , arrumação , palavras , explicações ,  verdades nomeadas , diálogos abertos , compreensões compartilhadas  e sonhos sonhados  .

Quando somos anfitriãs das celebrações . Quando o dia a dia compartilhado e cada noite de descanso fazem parte da nutrição afetiva.

Quando  celebramos  por que estamos vivas . Quando o poder sussurrante da água   nos  faz  adormecer   e o poder  hipnótico  do fogo  dá nos vitalidade..

As mães fazemos  a revolução quando recuperamos os nossos rituais ancestrais , quando defendemos os espaços íntimos , quando fazemos silencio , quando lembramos que somos a terra e que somos o cosmos . Mudamos  o mundo quando conservamos o valor sagrado que  têm os pequenos atos de intercâmbio humano.

A revolução das mães acontece quando  fluimos através da  energia das treze luas de cada ano . Quando nutrimos , alimentamos , curamos , atendemos , esperamos , e estamos  abertas e receptivas para com os outros .

Não importa se tivemos vidas difíceis. Cada dia é uma nova oportunidade para olhar uma criança e saber que está  desejosa de se alimentar da nossa substância materna  Também não  importa se trata-se de um filho próprio ou um filho alheio , por que eles sempre permanecerão receptivos aos cuidados amorosos .

Todas as crianças sabem que existe um  ambiente  generoso e quente  pulsando no coração de cada mãe , potencialmente útil e nutritivo para eles.

Fragmento do livro ” La Revolucion de las Madres” – Laura Gutman

Traduzido por Tai Nilo

Qualquer utilização de textos de Amayum pode acontecer desde que enlaçando a fonte        https://amayum.wordpress.com/

assim como  a autora e tradutora. Gostamos de saber para onde vão as nossas linhas

acreditamos que a informação tem que circular mas sempre honrando as fontes . assim vão se fortalecendo e conectando as redes afins .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s