Confia na tua capacidade de parir

Este texto é  um extrato do livro  “Resexualizing childbirth ” de  Leila Mc Cracken , uma mãe de 7 filhos , gostei muito e traduzi , para tod@s , especialmente para as gestantes . Fiz uma sintese do texto original que foi traduzido ao  espanhol no site www.nacimientovivo.org

Não deves ter medo do parto!! Teu corpo sabe o que fazer; Tu vens de uma longa linhagem de mulheres que deram a luz maravilhosamente.

As mulheres de hoje são o clímax da evolução humana ,cada uma de nós é o resultado dos nossos ancestrais;que podiam parir perfeitamente. Se temos pelve pequena elas também tinham…não existe isso que chamam de desproporção céfalo pélvica. Se temos gestações longas, também elas as tiveram, não existe isso que chamam gravidez passada da hora …existe a duração adequada.

O nascimento não é um evento médico! É um acontecimento privado e sensual.

Eu costumava ter medo do parto …mas agora morro de vontade de  parir de novo!!!!

Quando planejes o parto considera a importância fundamental da privacidade, Evita que tenha muita gente na área aonde  vais parir , Os partos tendem a ser mais longos, cansativos e complicados quando têm muita gente envolvida.
A parteira Gloria Lemay  diz: ” O parto humano é o parto de um mamífero . Uma gata parindo aos seus gatinhos é um bom modelo pra ser imitado. Um pratinho com água,escuridão, um monte de cobertores quentes , silencio, solidão,privacidade e a salvo dos predadores. Quando este ambiente acontece o 99,7 das gatas irão parir sem problemas.

As complicações do parto – especialmente para um mãe de primeira viajem – São geralmente o resultado de alterações tentando ajudar em algo que simplesmente precisa de tempo e privacidade para se desenvolver como deve.. ”
Como diz Michel Odent  –  ” O mais importante é não incomodar á mulher que esta parindo; Incomodar muitas vezes aparece disfarçado de “ajudar”. Fazer perguntas,conversações paralelas no quarto onde ela está, flashes que se disparam…há tantas formas de distrair á mulher do  trance cerebral total  (necessário para uma expulsão suave do bebê)  –  atraindo ela á realidade  ordinaria – o que faz que ela use o neo-cortex  cerebral  ,  perturbando assim um parto suave. ”

Existe  um lugar acessível no teu interior aonde há paz no meio das poderosas sensações. Com cada onda profunda do parto respira e sente como você escorrega até a sonolência ; geme suavemente e contempla algo belo , ou fecha os olhos e visualiza as cores que as sensações geram na tua mente.

Se concentre completamente no teu corpo que  está se abrindo , não permite conversações ligeiras ao teu redor , não deixe que nada distraia o poder que está se desdobrando dentro. Perder  a pista do que está ocorrendo  pode te atirar para um mar  turbulento , permanece bem atenta a cada sensação..

Quando se têm  o  primeiro bebê ou então o primeiro parto vaginal depois de cesariana lembre- se  que pode ser preciso um bom tempo para a cabeça do bebê se amoldar.

Gloria conta  as observações e experiências dela com mães primíparas ,   na segunda fase do parto : “Cada sensação expulsiva dá forma à cabeça do bebê para se adaptar aos contornos da pelve materna. Isto pode levar tempo, e será necessário muita paciência especialmente se o bebê é grande.

A adaptação do crânio do bebê deve ser feita com a mesma suavidade e cuidado com que Miguel Angel aplicaria yeso para dar forma a uma estátua .

Este trabalho de  dar forma têm lugar na região media da pelve e é erradamente interpretado como que  “, o bebê não desce .. ”

Detenção , estagnamento ou falta de progressão para aqueles que não conseguem apreciar a arte…Nesse momento eu digo para as mães : É  normal sentir que o bebê  fica   entupido…sua cabeça está se esticando e se moldando com cada sensação…de repente você vai sentir  que desceu..

E isso é exatamente o que acontece, Se têm o tempo de se  amoldar ; a cabeça do bebê aparece de repente. Esta progressão não é linear e não ocorre  de  uma forma previsível…

Um orgasmo é um crescente de hormônios e o clímax da estimulação sensorial. Também o parto é isso.

A sensação do parto  percebe-se como uma enorme contração orgásmica, especialmente um orgasmo experimentado no final da gravidez: essa contração enorme e pulsante sente-se exatamente como as sensações do parto. Só que as sensações do parto são mais intensas ; o nascimento é um apertão orgásmico cada vez mais insistente, incrivelmente poderoso…

Gosto de ficar de joelhos nos meus partos. Minha pelve abre-se  bem se estou de joelhos e apoiada em algo ou alguém suave. No meu sexto parto  adorei a sensação dos casacos de fibra polar , Minha respiração , minha barriga faz se mais macia e é tão bom ficar de joelhos , não percebo as sensações intensas como ” dor “.  O parto não é questão de trabalho duro; é um ato de entrega , de liberação , de se abrir..
Quando o  processo de nascimento desencadeie na expulsão do bebê  Lembre :se  NUNCA corte o cordão antes da placenta sair. O sangue do cordão pode ser a salvação para uma criança , é sua fonte de oxigênio antes de que possa respirar, assim como o aporte de muitos nutrientes que manteirão-lhe sadio durante a vida toda . Uma boa forma de saber se o cordão está para ser cortado é esperar o nascimento da placenta, então pergunta ao bebê  com o teu coração se ele está preparado para cortar o seu cordão… Ele vai dizer..

Cada vez mais gente opta por não cortar o cordão e ter um nascimento ” Lótus”.

A placenta permanece junto ao bebê até o cordão cair de forma natural  , normalmente  entre 3 e 7 dias . ( Isto é perfeitamente seguro, os capilares do cordão atrofiam se e secam dentro das primeiras 24 horas . Os nascimentos Lótus são muito lindos , deixam o bebê com um sentimento de plenitude para a vida toda, e segundo diz a mãe de um bebê com um nascimento Lótus, esta pratica ancestral permite uma transferência completa de energias da placenta ao bebê, acelerando assim o seu desenvolvimento emocional, mental e espiritual .

Os nascimentos de Lótus também garantem absoluta intimidade nos primeiros dias do bebê, mantendo o caráter sagrado da chegada ao mundo.

Pensa em todas as mulheres do mundo que pariram alguma vez e em aquelas que vão parir ao mesmo tempo que tu. Tu é uma delas.

O teu corpo é o resultado de um incrível ajuste evolutivo e pode vivenciar o parto sem problema algum.

Todas as mulheres que vivem hoje estam aqui por causa de nossas ancestrais que eram perfeitamente capazes de parir.  Confia na perfeita evolução do parto assim como na intrínseca divindade  do ato de parir.

Tradução e sintese por Tai Nilo

7 respostas para Confia na tua capacidade de parir

  1. priscila disse:

    Que lindo! Adorei, obrigada pelo presente. Pri Cavalcanti, doula – São Paulo – SP

  2. Marcela disse:

    Muito bonito e inspirador este texto!
    Estou grávida de 40 semanas e 3 dias. Estou um dia após a data prevista do parto (28/03), e procurando confiar no meu corpo para não ficar estressada demais, ansiosa e agoniada demais com a “demora” no nascimento.
    Muito bom ler estas linhas. Obrigada!!!!

  3. rucayum disse:

    Que bom Marcela!!! AHO por isso!!

  4. Carol Neves disse:

    Linda e amada hemanita Tai, quantas saudades de ti…
    Nós aqui nos preparamos para a chegada de mais um encantado ser de luz. Acabo de descobrir que há 5 semanas carrego em meu ventre uma semente de amor. Ian já completou seus 3 aninhos e está cada dia mais adorável. Estamos aqui firmes com os círculos de mulheres na lua nova (o que tem fortalecido muitas mulheres aqui de Minas), sou agora professora de Yoga e tenho feito um lindo trabalho de Yoga com mulheres presidiárias.

    A família se prepara agora para a chegada de mais um anjo…e eu estava aqui na internet procurando informações sobre parto de Lotus. Quanta emoção em ver seu relato e descobrir seu blog. Gratidão por sempre me guiar (mesmo de longe) minha amada irmã!

    Nos mantemos conectadas em coração.
    Beijos de luz na tribo Tikai (adorei)!!!

  5. suziae disse:

    eu achu muito legal ser mamae ass; fabiana

  6. Karolyna disse:

    Agradeço muito pela informação, é mais uma acção natural que vou adoptar, no meu terceiro Parto. Jamais pensei que poderia haver tantas coisas que pudessem fazer do Parto um evento tão natural e sem maiores sofrimentos.
    Depois de 2 partos sofridos em hospital, vou passar por natural domiciliar.

    Grata!

  7. Débora Garcia disse:

    Aho!!
    Fiquei muito emocionada ao ler… Sinto tudo isso, e é difícil encontrar esse tipo de informação em qualquer lugar… Sobre o sagrado da gestação e do parto, em harmonia com a nossa natureza…
    Sou bem nova, e estou grávida, e muito feliz =)
    Gratidão, irmã!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s